Na Itália, trabalhadores em educação organizam greve geral para esta sexta-feira (14). Todo apoio!

Organizações dos setores da Educação, Universidade e Pesquisa, que fazem parte da Rede Europeia de Sindicatos Alternativos e de base de apoio à greve nacional prevista para o dia 10 de outubro na Itália, realizam um chamado junto a seus sindicatos de base (CUB, USI, CoBas) e da oposição (CSGIL) para que participem desta luta.

A greve geral foi convocada pela CUB, USI, CoBas, ADL CoBas e outros sindicatos.

Escolas, colégios, universidades, todo o sistema de educação seguem sob ataque em todo o país dos governos da União Europeia, que servem somente aos interesses da patronal, aos desmandos do Banco Central Europeu, da Comissão Europeia e do Fundo Monetário Internacional.

Desse modo, o governo destrói, sistematicamente, todos os serviços públicos, incluindo a educação, que cada vez mais serve aos acionistas, patrões e empresas privadas.

Para melhorar o serviço público de educação em toda a Europa, precisamos de mais cargos, equipe bem treinada, melhores condições de trabalho e recursos adicionais em escolas públicas.

 

Os sindicatos e trabalhadores lutam:

  • Pela qualificação do profissional docente
  • Por cargos públicos e pelo fim da precarização
  • Por uma escola pública, democrática e de qualidade, construída com base na igualdade social
  • Contra a base comum para a escola de ensino geral e pela construção intelectual
  • Contra o programa Escola/Trabalho
  • Em defesa da liberdade e do apoio a autogestão pedagógica
  • Por mais respeito aos e ampliação dos direitos sindicais

 

show
 
close